Depilação

sábado, maio 28, 2011

Conheça os tipos de técnicas disponíveis e os cuidados com a pele

DraDepilação com cera, lâmina, creme, aparelhos ou laser. Cada mulher tem sua preferência e dicas na hora de remover os pelos da perna, axilas, buço, virilha e de outras regiões do corpo. O que nem todo mundo sabe é que o método deve ser escolhido com muito cuidado, respeitando as características da pele para não prejudicá-la, causar irritações ou encravar os pelos.

Pelos grossos, encravados e pele desidratada são problemas que incomodam muito as mulheres e, até mesmo, os homens, que se barbeiam com freqüência ou que já aderiram à depilação. “Entender qual o melhor processo e forma de cuidar da pele na hora de remover temporária ou definitivamente os pelos é o primeiro passo para evitar contratempos”, explica a dermatologista Dra. Eliandre Costa Palermo (CRM-SP 78723), diretora da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).

Os diferentes métodos

Conforme a avaliação da Dra. Eliandre Palermo, tanto a cera quente quanto a fria são métodos temporários de remoção dos pelos por meio da tração. Cerca de 20 a 30 dias depois do procedimento, em média, os pelos crescem novamente.  “Quando começam a crescer, podem apresentar uma irritação local e até foliculite, uma inflamação na saída do pelo à superfície da pele.” Porém, o problema mais comum decorrente desse tipo de depilação é o aparecimento de pelos encravados.

Já a lâmina é um método de corte considerado bom para mulheres que têm pelos finos e claros. Ao contrário das ceras, é uma depilação indolor e seu tempo de crescimento é de dois a três dias. Dependendo da área depilada, a lâmina não aumenta e nem diminui os pelos que, apenas quando tocados, aparentam estar mais grossos, pois as pontas estão em crescimento. ”É importante tomar cuidado, pois além de levar consigo os pelos, a lâmina remove também as células superficiais da pele e sua camada de lipoproteína, e também causa foliculite”, esclarece a dermatologista. Outro método de corte conhecido e bem parecido com a lâmina é o da linha. Também é indolor e tem o mesmo tempo de crescimento dos pelos. 

Já na categoria de depiladores elétricos, existem duas formas de remoção dos pelos: os de corte e os de tração. O primeiro é indicado para pelos finos e claros, e tem durabilidade de dois a três dias. O depilador elétrico de tração é um processo mais doloroso, mas tem a vantagem de demorar em média um mês para o crescimento dos pelos, assim como as ceras.

Laser

Segundo a Dra. Eliandre Palermo, o método mais moderno é a Depilação com Laser e Luz Intensa Pulsada. ”Apesar de apresentar um custo mais elevado que os outros tipos mais comuns é mais duradouro e pode até ser permanente. É feito em sessões e garante a eliminação de 75% a 80% dos pelos, e, conforme o tipo de pelo e a área depilada, como axilas e virilhas, por exemplo, até 100% dos pelos podem ser eliminados definitivamente”,  explica.

Este método utiliza os equipamentos de laser e luz pulsada, que atingem a raiz dos pelos e, por meio do calor, causam lesão definitiva nos folículos pilosos. Esse tipo de tratamento, para dar o resultado esperado e evitar complicações graves, deve ser realizado sempre sob supervisão médica. “Os aparelhos utilizam níveis altos de energia, passíveis de provocar queimaduras irreversíveis ou cegueira, caso os raios atinjam os olhos acidentalmente. Por isso, os olhos do paciente e do médico devem ser protegidos com óculos especiais durante a sessão de depilação a laser”, afirma a Dra. Eliandre Palermo.

Outro problema comum é a falta de resultado e até o agravamento do problema, principalmente na região da face, em caso de uso de equipamentos inadequados para o tipo de pele e de pelos do paciente. Por isso, antes de se submeter ao procedimento, é preciso passar pela avaliação do dermatologista devidamente qualificado para tal – os associados da SBCD são todos especialistas aprovados em rigoroso concurso pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira.

Cuidados com a pele

A pele exige cuidados sempre, principalmente após a depilação, porque qualquer método representa um processo de agressão a ela.  Desta forma, o cuidado deve ser iniciado antes do procedimento. “O ideal é manter a pele sempre hidratada. Alguns dias antes da depilação é aconselhado massagear delicadamente a pele com um esfoliante suave. Assim, os pelos desencravam e fica mais fácil a remoção”, ensina a especialista. Após o procedimento, o ideal é aplicar produtos que acalmem e tonifiquem a pele, além de evitar exposição ao Sol em seguida, para não provocar manchas. 

Após a depilação, cada área do corpo precisa de um cuidado diferenciado, porque possuem características distintas. Na região das pernas e virilhas, a dermatologista não recomenda o uso de roupas apertadas, para não causar irritação.  “Nas axilas, deve-se evitar aplicar cremes ou desodorante, porque podem provocar ardência, irritações mais sérias e até foliculites. Na região do buço e mento, é importante usar uma loção refrescante para acalmar e, em seguida, um bom filtro solar para evitar possíveis manchas”, finaliza Dra. Eliandre Palermo.

A Dra. Eliandre Palermo elegeu cinco dicas essenciais para manter a pele bonita depois da depilação. Confira:
·         Manter a pele hidratada antes da depilação;
·         Esfoliar 1x por semana para desencravar os pelos;
·         Evitar sol por alguns dias;
·         Evitar manipular os pelos encravados;
·         Evitar roupas sintéticas e apertadas.

Sobre a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD)
Fundada em 1988, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) atua nas áreas de Cirurgia Dermatológica e procedimentos relacionados, por meio da promoção do ensino, pesquisa, realização de congressos e eventos científicos. A Cirurgia Dermatológica é uma área da Dermatologia que engloba todos os procedimentos realizados na pele e tecido celular subcutâneo, sejam eles diagnósticos, cirúrgicos, cosmiátricos ou oncológicos.

A SBCD atua somente segundo normas éticas e padrões técnicos rigorosamente aprovados pela comunidade científica mundial. Com 1500 associados, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica está entre as maiores sociedades de Dermatologia do mundo.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica é formada apenas por associados altamente qualificados, detentores de título de especialista e aprovados por rigoroso concurso e prova realizada e certificada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e Associação Médica Brasileira (AMB).

You Might Also Like

2 comentários

Vem pra nossa página!

Vem pra nossa Página

Flickr Images